Instagram

Bem-estar

Porque não se fala tanto dos homens depois dos 50?

Encontramos por todo o lado artigos que nos falam das mulheres depois da menopausa, dos 50, dos 60 e, por vezes, esquecemo-nos de que os homens, com a idade, também sofrem alterações hormonais e não só. É claro que as pessoas não são todas iguais. Todos temos os nossos timings, a nossa genética e hábitos de vida específicos que contam muito para as alterações que vamos sofrendo com a idade. Generalizando, acho que posso afirmar que os 50 são um marco para todos nós. Mas falando nos efeitos da idade nos homens há, efetivamente, algumas coisas que mudam como por exemplo a perda de massa muscular. Perto dos 50, os músculos começam a perder elasticidade. Por isso, as idas ao ginásio são fundamentais para fortalecer a musculatura e para alongar o corpo. 
Outra realidade que muda: os níveis de testosterona começam a baixar. Há quem sustente que isso acontece por más opções no estilo de vida – maus hábitos alimentares, obesidade e sedentarismo. No entanto, é verdade que a testosterona diminui mesmo com a idade, independentemente do facto de manter hábitos de vida saudáveis. Ora, esta circunstância vai afetar a libido, o que conduz à falta de apetite sexual e não só. O ginásio é recomendável, também, para regularizar os níveis de testosterona, pois a descida do índice de gordura corporal é muito importante neste contexto. Os melhores exercícios para aumentar a testosterona são os agachamentos com pesos, peitorais com halteres e os exercícios para fortalecer as costas.
É também o declínio da testosterona que provoca a andropausa. Sim, não somos só nós, mulheres, que sofremos com a menopausa. Apesar de pouco divulgada – porque os sintomas são menos percetíveis, quando comparados com os provocados pela menopausa, e também chegam numa idade mais tardia (normalmente por volta dos 60) – os homens também sofrem com ela. Irritabilidade, mudanças de humor, suores, diminuição de desejo sexual, diminuição da capacidade de ereção, dificuldades de memória, aumento de gordura visceral, queda de cabelo, são sintomas afetam a qualidade de vida dos homens. Há tratamentos que os podem aliviar e diminuir, pelo que se torna essencial consultarem um médico. 
De qualquer modo, o senso comum diz que as mulheres envelhecem mais rapidamente do que os homens. Injusto, não é? Bom, felizmente que a lei das compensações existe e como temos mais armas (tinta para o cabelo, maquilhagem e um sem número de outros truques) podemos facilmente inverter a situação. Ou pelo menos equilibrá-la.

    Leave a Reply