Instagram

Bem-estar

7 dicas importantes para manter a forma depois dos 50

É uma verdade inegável: à medida que envelhecemos é cada vez mais difícil livrarmo-nos daqueles quilinhos que nos incomodam. Também é a partir desta idade que se torna tão importante mantermos o peso. Os ossos vão ficando mais frágeis assim como as articulações, os músculos – já para não falar nos problemas cardíacos que o excesso de peso acarreta.
A partir dos 50, o nosso metabolismo já não é o que era e a tendência é a de perdermos músculo e aumentarmos a massa gorda. Então, como podemos inverter essa tendência?

  1. O primeiro passo é controlar o peso. Os quilos vão-se acumulando, lentamente, quase sem darmos por isso. “Ah, tenho mais três quilos, não é grave.” “Ah, tenho mais cinco, enfim…” Do nada, de repente temos 20 quilos a mais! Socorro! Aí, será muito mais difícil perder peso. Sugiro que compre uma balança e que se pese, pelo menos, todas as semanas, sempre à mesma hora – o ideal é ao acordar. 

2. Consulte um bom nutricionista e convença-se de que o que vai ter de fazer não será uma dieta maluca (em que vai perder vários quilos num curto espaço de tempo), mas sim mudar hábitos alimentares. Fazer uma alimentação saudável e pouco calórica fará toda a diferença. Pode ter a certeza de que quanto mais rápido for o emagrecimento mais depressa volta a recuperar os quilos perdidos (fala a voz da experiência).

 

3. Faça exercício físico. Quando chegamos aos 50, o nosso metabolismo fica mais lento e, ao mesmo tempo, vamos perdendo massa muscular. A boa notícia é que tudo isso pode ser invertido com a prática de um plano bem estruturado. Inscreva-se num ginásio. Já lá vai o tempo em que isso era coisa de ricos. Hoje, já os temos para todas as bolsas. E a desculpa do “não tenho tempo” também não cola. Nada se consegue sem esforço e isto serve para tudo na vida. Levantar pesos é muito importante, pelo menos duas vezes por semana: fortalece os ossos e desenvolve os músculos. Trabalhe as articulações, seja a nadar ou a fazer caminhadas. O importante é que se mexa. Ande de bicicleta, salte à corda, faça ioga ou, simplesmente, combine com os amigos e vá dançar.

4. Reduza o stresse. Sei que nos tempos que correm não é tarefa fácil. É nos 50 que a maior parte das mulheres tem mais responsabilidades no trabalho, mas o stresse e a falta de tempo fazem-nos comer mais e pior e, lá está: faltamos aos nossos treinos com a desculpa de que temos muito que fazer. Por isso é muito importante que não se deixe consumir pelos problemas, seja no trabalho, seja na sua vida pessoal. Pratique meditação. Pelo que julgo saber, faz milagres. 


5. Durma bem. Até parece que me estou a repetir. Mas não. Estou a insistir consigo: dormir bem é mesmo muito importante. Um sono diário de sete, oito horas é fundamental para o nosso equilíbrio. Dizem os médicos que nos ajuda a controlar as duas hormonas que regulam o apetite: a leptina e a grelina. Se descontroladas, levam-nos a comer mais e pior.

6. Tratar de nós também ajuda. Pode parecer disparate, mas ir à manicura, ao cabeleireiro ou fazer uma limpeza de pele, ajuda-nos a combater o stresse e a gostar mais de nós, o que são coisas fundamentais para quem pretende perder peso. 

7. Mude as suas rotinas sem fundamentalismos. Por exemplo, no meu caso, tenho conseguido manter o peso porque em casa, procuro comer pouco, de uma forma saudável e pouco calórica. Guardo “os disparates” para quando janto fora. Mas sempre sem exagerar. Evito os doces, por exemplo, e se não consigo resistir, provo, ou seja, não como tudo. .

    Leave a Reply