Instagram

Lifestyle

5 coisas que talvez não saiba a meu respeito

Tenho consciência de que sou uma pessoa bastante reservada e de que é muito raro falar de mim, sem ser a nível estritamente profissional. Hoje resolvi contar-vos algumas coisas que, a não ser a minha família e os meus amigos, mais ninguém conhece. 

Partilho-as consigo talvez porque cheguei a uma idade em que já não estou tão fechada em mim própria ou, talvez, porque me apetece partilhar características e factos que se calhar não são importantes, mas que para mim já o foram ou ainda o são. 

Aqui vão:

1 – Fui trapezista. Sempre fui muito ligada ao desporto. Fiz ginástica toda a minha vida e como frequentava o Lisboa Ginásio Clube – que tinha aulas de trapézio – resolvi experimentar. Pratiquei a modalidade vários anos e cheguei a fazer trapézio no Coliseu e nos saraus do Clube.

2 – Nasci na Avenida de Roma, num bairro das chamadas Avenidas Novas, mas adoro os costumes populares e típicos da minha Lisboa. A minha época do ano preferida é o mês de junho. Pelos Santos Populares, pelas Marchas na Avenida (já fui madrinha da Marcha de Alfama), pelos arraiais, pelas sardinhas e pelos bailaricos.

3 – A minha paixão de adolescência foi o James Taylor. Continuei a admirá-lo pela vida fora e à sua música. Tenho praticamente todos os CD’s dele. Uma das minhas grandes alegrias foi ter o privilégio de o conhecer – foi-me apresentado por um amigo comum, o grande Ivan Lins – nos bastidores de um concerto maravilhoso que deu em Cascais. Fizemos uma foto juntos que ainda hoje está na minha sala.

4 – Sou cunhada do grande jornalista Joaquim Letria. Ele é casado com a minha irmã há cerca de 30 anos. Nunca o escondemos, mas também nunca fizemos questão de o divulgar. Lá está: a tal relutância em falar da vida privada.

5 – Adoro petiscar, mais do que comer uma refeição tradicional. Pão, azeitonas, frutos secos, pica-pau, tremoços, caracóis, saladinha de polvo e afins. Não sou muito de doces, nem de chocolate (felizmente!).

E pronto, aqui vão 5 factos que talvez não conhecesse sobre mim. Nunca os contei porque parto sempre do princípio que a minha vida privada não interessa a ninguém. Mas… e se eu estiver enganada?…

  • Reply
    Teresa
    14 de Junho, 2019 at 13:55

    Interessa sim.
    Quanto mais não seja para fazer alguém – EU 😉 – sentir-se bem por gostar dos Santos Populares apesar de nem saber bem onde começa Alfama ou acaba a Mouraria 😉
    Emociono-me com as marchas – as gentes, o brio, o orgulho, o ritmo, a endurance – como muitos com o Hino Nacional cantado pela Selecção.
    Do Joaquim Letria sabia. Não sei como. Lisboa no fundo é uma noz e acabamos por vezes por conhecer próximos a pessoas que nunca conheceremos e há sempre aquela pessoa que acha estas informações um tria delicioso a compartilhar 😃
    Quando alguém falar de si já eu possuirei o trivia do Trapézio que achei o MÁXIMO ❤️

    • Reply
      Helena Isabel
      21 de Junho, 2019 at 22:32

      Obrigada pelos seus comentários aos meus conteúdos. É um retorno essencial para mim. Fico feliz por ver que a comunicação acontece e que a troca de ideias pode ser uma realidade. Gostava que houvesse mais gente a fazê-lo e posso desde já garantir que os leio todos e sempre que possível, responderei. Obrigada pela atenção. Helena

Leave a Reply