Instagram

Lifestyle

5 Livros que recomendo

Faço parte de uma geração que sempre teve hábitos de leitura. Quando éramos jovens não havia Internet, redes sociais ou smartphonese a nossa forma de sonhar era, unicamente, através das artes – cinema, teatro, literatura, entre outras. Desde muito novinha que me habituei a ler. Hoje em dia, também é possível criar estes hábitos, mas reconheço que é muito mais difícil. As novas tecnologias de comunicação vieram alterar os nossos hábitos, quer queiramos, quer não. Eu própria, reconheço, lia muito mais do que leio mas, mesmo assim, procuro sempre arranjar um pouquinho de tempo para ler. Agora que o bom tempo chegou, aproveitemos para pôr a leitura em dia, na praia ou numa esplanada, sim? Até porque… atenção: vem aí a Feira do Livro!

“A vida em surdina”
David Lodge
Não imaginamos como somos intolerantes para com a surdez. Enquanto consideramos que a cegueira é trágica, a surdez é para um grande número de pessoas, cómica. Mas para quem padece desse mal, é tudo menos uma brincadeira. Um romance magistral de David Lodge (de quem sou fã!), ao mesmo tempo divertido e comovente.

“O nome acima do título”
Frank Capra
Fundamental para quem, como eu, gosta de cinema. Eis uma autobiografia do célebre realizador. Muitos tentaram escrever sobre os primórdios de Hollywood e não conseguiram. Um relato de um homem que, sendo um leigo na matéria, conseguiu perceber como se faz um filme e descrever a luta constante entre o processo criativo e os condicionalismos económicos de Wall Street.

“Para lá do Inverno”
Isabel Allende
Um livro muito interessante para as mulheres (e homens) da minha geração. “No meio do inverno, aprendi, por fim, que havia em mim um verão invencível.” Foi nesta célebre frase de Albert Camus que Isabel Allende se inspirou para escrever este livro que é, ao mesmo tempo, um dos romances mais pessoais da autora. Trata-se de um livro sobre a esperança no amor e nas novas oportunidades.

“Não me olhes com esse tom de voz” Judite de Sousa e Maria do Céu Santo
Um livro que nos fala de afetos, de paixões e de amor. “As pessoas continuam a querer amar e a desejar ser amadas, a querer partilhar a vida, mas de forma diferente do passado.”, uma afirmação da co-autora Maria do Céu Santo.

“A idade não me define”
Helena Isabel
Foi a partir deste meu livro que tive a ideia de criar esta página para poder dialogar com mulheres mais maduras. É também neste livro que conto um pouco da minha história pessoal e profissional. Falo da minha experiência de vida e das minhas escolhas. 
Há muitos outros que poderia recomendar e se quiserem posso voltar ao tema. Agora, gostaria de ouvir as vossas opiniões.

  • Reply
    Ana
    17 de Maio, 2019 at 16:08

    Obrigada pelas sugestões.

    Vou ler o da Isabel Allende que ainda não li.

Leave a Reply